sábado, 4 de julho de 2015

Maratona Literária de Inverno #MLI2015



Essa é a Maratona Literária de Inverno 2015 criado pelo Victor do Geek Freak e tem duração de um mês, ela vai começar dia 6 de Julho e terminar no dia 3 de Agosto. As inscrições estavam abertas até ontem. Várias editoras patrocinam e criaram alguns desafios e semanas temáticas, onde os participantes vão poder juntar pontos e ganhar prêmios. Particularmente não ligo muito para estes desafios, mas curto muito participar. Aqui, aqui, aqui e aqui minhas participações anteriores.

DESAFIOS:

Semanas temáticas:
Semana 1 - Fantasia, distopia e/ou ficção científica 
Semana 2 - Thriller, suspense e/ou terror
Semana 3 - YA contemporâneo, romance, e/ou drama
Semana 4 - Livros nacionais

Desafios:
- Um livro com figuras ou ilustrações
- Comece e/ou termine uma duologia, trilogia ou série
- Um livro que alguém escolheu por você
- Um livro que já virou ou vai virar uma adaptação cinematográfica
- Um livro com a capa azul
- Um livro do gênero que você menos leu no ano passado
- Um livro que você ganhou
- Um livro com mais de 400 páginas


Minhas escolhas:



  1. Vida Querida, Alice Munro
  2. A Vida Naquela Hora, Joao Anazanello Carrascoza
  3. Não se Esqueça de Paris, Deborah MacKinlay
  4. Padma, Kelly Hamiso
  5. Nú de Botas, Antônio Prata
  6. Cozinha à Prova de Ratos, Saira Shah

Como é mês de férias, vamos passear um pouco e o ritmo fica diferente, portanto não me empolguei muito...rs

E você vai participar?  
Deixe nos comentários, para que eu possa te acompanhar também :)

sexta-feira, 3 de julho de 2015

Resenha: Guerra Negra, Débora Falcão


Acabei de ler o livro Guerra Negra. Este livro foi um book tour, ou livro itinerante, como a autora chamou esta viagem. Foi a própria autora quem organizou este grupo. Gostaria de parabenizar a Débora pela atenção e cuidado com o grupo.

Uma das coisas mais bacanas de participar destes grupos é justamente a oportunidade de ler livros que usualmente não leria, pelo menos num primeiro momento. Com isso tenho a chance de experimentar novos estilos literários, variar temas e conhecer novos talentos. Por tudo isso, sempre que posso participo destes projetos e adoro!

Bem, vamos ao livro. Fui a primeira leitora da viagem, o livro chegou novinho (adoro ler livros novos), com marcador personalizado. Gostei bastante da capa, simples e poderosa. Com relação à diagramação, achei que o livro poderia ter capítulos com linhas um pouco mais curtas. Pode parecer bobagem, mas me cansa ler linhas extensas. Português impecável, sem erros de ortografia e de concordância. Folhas amareladas. Gostei bastante!

A estória começou um pouco morna (para este meu momento, ando bem agitada, lendo num ritmo meio frenético...rs), com vários diálogos e situações vivenciadas por Keren, a protagonista, ainda adolescente. Criada por pais judeus ultra ortodoxos, inexplicavelmente ela é autorizada a frequentar uma escola americana. Lá conhece uma turma de alunos com nomes diferentes, Orion, Sirius, Suri, entre outros. A primeira parte da estória acaba com um "sacrifício".  Por trás de simples alunos, esconde-se uma irmandade chefiada por Junius que tem aspirações bem complexas. A autora deixa no ar sutilmente, temas bem pesados como abuso sexual, incesto, tortura física. Acho que estas pinceladas sem se aprofundar nos temas polêmicos, trouxeram movimento e emoção à trama. 

O que eu mais gostei no livro foi da segunda parte. Sete anos depois, uma Keren mais madura, desempenha seu papel e sua missão com sucesso e muita emoção. Transformada numa heroína destemida, inteligente, poderosa, esperta e dinâmica, surpreende seus antigos desafetos. Confesso que devorei esta parte do livro. Fiquei impressionada como ela foi bem escrita, uma trama ágil, envolvente, prendeu totalmente minha atenção. Torci pelo sucesso das personagens. 

Se você procura uma estória que tenha aventura, pitadas de paixão, romantismo, ação, pequenas doses de suspense, você vai gostar muito desta Guerra Negra. Visite o blog do livro



Sinopse:
Guerra Negra - Keren-Hapuque acredita que sua vida está mudando para melhor quando consegue sair da casa dos pais e ir morar em San Francisco, California. Infelizmente, ela não tinha ideia de como mudaria sua vida, indo estudar na New Order High School. Coisas estranhas começam a acontecer, e um mistério ronda a aura de paz de Junius de Margeau, um rapaz de 20 anos de idade tratado por uma Irmandade como um deus. Sua atmosfera tranquila e seus olhos tão pacíficos quanto azuis escondem um plano diabólico que mergulhará a Terra num futuro apocalíptico. Mas eles não contavam com interferências sobrenaturais e com uma profecia, que envolvia aquela garota. SKOOB

Sobre a autora:
Débora Falcão é formada em Licenciatura em Educação Artística/Artes Cênicas pela Universidade Federal de Pernambuco, trabalhou como professora em duas escolas da rede particular de ensino do Recife-PE, e atualmente é avaliadora de originais na Editora Deuses. Também trabalha como revisora de textos freelancer e faz leitura crítica de textos para autores. Mora em Recife-PE com marido e filho, onde trabalha em suas próximas obras.




quarta-feira, 1 de julho de 2015

Viagem Gastronômica

Cena do filme “Comer, rezar, amar”
Na programação da Biblioteca de São Paulo, este evento chamou minha atenção:
Em homenagem ao Dia dos Namorados, comemorado no dia 12 de junho, o ponto de partida do Viagem Gastronômica deste mês será o romance Comer, rezar, amar, de Elizabeth Gilbert, e a viagem que a personagem principal, a própria autora, faz para a Itália. Além de discutir a trama, os participantes poderão experimentar, ao final da oficina, uma das sobremesas mais tradicionais do país, o tiramisu. Não perca, será neste sábado, dia 27 de junho, das 15 às 16h30. Com Dolores Freixa.
Confesso que quando li na programação esta viagem, fiquei com água na boca! Primeiro porque todos os eventos literários me deixam animadíssima e depois porque adoro livros com temas gastronômicos. Claro que eu participaria! No sábado lá estávamos nós, eu e Amorzão. E assim começou nossa deliciosa viagem gastronômica! 
A Viagem gastronômica foi organizada pela ótima Dolores Freixa, historiadora, professora universitária e guia de turismo cultural. 
Não tinha idéia do que seria esta viagem, mas estava muito curiosa. 
Dolores preparou tudo com muito carinho e atenção. Tivemos uma aula, em power point, com os principais tópicos do livro. Curiosidades, explicações e costumes dos países citados foram abordados pela professora. Num clima descontraído, aprendemos detalhes interessantes de diversas passagens do livro. Durante uma hora e meia vivenciamos um passeio muito saboroso e divertido.
Dolores montou uma linda mesa e nos serviu um delicioso Tiramissú, acompanhado de café com raspas de limão siciliano. Uma delícia!! 
 Os livros da Elizabeth Gilbert:
Foi a primeira que participei e fiquei animada para voltar nas próximas. Divulgarei as datas das próximas viagens gastronômicas.

domingo, 28 de junho de 2015

#CurtiCompartilhei 03 - Nossas Felicidades

Nossas felicidades da semana:
Estive novamente onde amo, na Biblioteca de São Paulo e surtei, peguei vários livros ótimos!
 Também participamos de uma oficina deliciosa, uma viagem gastronômica (vem post aí!)
 Noite de tango, músicas lindas, ótimas companhias.
Terminei e adorei este livro, da autora de Persépolis. Esmalte Casaqueto de Retalho, da Risqué. Adoro este tom de inverno.
Fomos assistir Jurassic World. Confesso que não é meu tpo de filme, não curto muito. Fico agoniada...rs, mas fui pra fazer companhia pro Amorzão. Achei médio...

#CurtiCompartilhei
Uma das coisas mais bacanas da semana foi a mobilização do pessoal após a aprovação do casamento gay nos EUA. 
Adorei ver minha timeline colorida e fiquei impressionada com a rapidez com que isto aconteceu!

Também compartilhei este link que me emocionou. Precisamos aprender com os nossos amigos peludos. Um cachorrinho peludo velhinho conta com a ajuda de seu amigo e guia canino para se orientar. Inacrditavelmente eles foram abandonados pelos antigos donos, por serem idosos, mas um não abandonou o outro...cada vez mais me emociono com os cães e me decepciono com os homens.

Este post faz parte da blogagem coletiva que a nossa amiga Fernanda Reali propõe toda semana. Passa no blog da Fernanda e veja o que o pessoal Curtiu e Compartilhou.

quinta-feira, 25 de junho de 2015

Cartas de Amor de Paris- Resenha


Você gosta de ler romances? Gosta de histórias reais que deram certo e tiveram um final feliz? Gosta de ler um livro gostoso, sem grandes dramas, leve, delicioso? Então este é um ótimo livro para você!

Samantha Vérant começa o livro contando como se sente fracassada, não só no seu casamento, mas também no seu trabalho. Está naquele momento em que nada parece dar certo. Numa conversa com sua melhor amiga lembra de um rapaz que conheceu numa viagem à Paris, há 20 anos. Na época vivenciaram um romance instantâneo, ultra rápido e se despediram, com o francês prometendo manter contato. Cumprido a promessa Jean-Luc lhe escreve sete cartas e ela não as responde. As cartas ficam guardadas numa pasta, esquecidas, até este momento de crise. Samantha quer se comunicar com Jean-Luc, mas como fazer isso depois de 20 anos?! 

Ela tem a idéia de criar um blog e fazer postagens sobre as sete cartas. Manda um e-mail pra ele e a história é retomada. Entre idas e vindas, entre EUA e França. Crianças, cachorros (parte emocionante no livro), confusões, expectativas, risadas, romance, sonhos...ingredientes poderosos numa história de amor real. Claro que me identifiquei com a Samantha. Fui procurar o blog dela e ele é muito legal.
Termino o livro com uma sensação muito boa. Nada como degustar um bom romance. 

Não entendo porque eles insistem em traduzir o título numa "adaptação livre". Desta vez Sete Cartas de Paris virou aqui Cartas de Amor de Paris...

Achei muito bacana ver as diferentes capas de edições em outros países:
Edição Brasileira
Edição na Bulgária
Eslováquia
República Tcheca
Edição Americana
Nova Zelandia
Achei a edição americana bonita e simbólica. A nossa também é bonita, gostei da edição da Nova Zelândia também. Qual edição você gostou mais?

Samantha e Jean-Luc:



Todas as fotos eu tirei do blog da Samantha, visite aqui

Sinopse:
Cartas de Amor de Paris - Vinte anos depois do primeiro encontro, Samantha finalmente descobre o amor de sua vida...
Aos 19 anos, Samantha Vérant conheceu o encantador Jean-Luc em uma curta viagem à França. Eles aproveitaram o clima romântico de Paris e, quando ela voltou para casa, ele escreveu sete lindas cartas de amor – que ela nunca respondeu.
Vinte anos mais tarde, à beira de um divórcio e se perguntando em que ponto sua vida começou a dar errado, Samantha encontra as cartas de Jean-Luc. Ela então o procura na internet para enfim responder às cartas com um longo pedido de desculpas atrasado. Então rapidamente descobre que a conexão entre ambos continua tão forte quanto no dia em que ela o deixou sozinho em uma plataforma de trem em Paris.
Samantha sabe que ir à França para reencontrar o homem com o qual dividiu apenas um dia ensolarado e cheio de paixão é loucura! Mas é por este tipo de loucura que ela tem esperado a vida inteira...SKOOB



quarta-feira, 24 de junho de 2015

E Agora? Um Livro para Crianças Lidando com Luto por Suicídio - Resenha

Fala sobre morte nunca é fácil. Temos grandes dificuldades em lidar com a finitude da vida. Embora seja uma certeza, que todos nós um dia vamos morrer, é tão duro, tão difícil lidar com este tema.
No meu trabalho, tanto no consultório quanto no hospital, percebo que a morte é um tema evitado a todo custo, muitas vezes até mesmo ignorado não só pelo paciente, mas também pela família. Se lidar com a morte é muito doloroso, lidar com o suicídio é infinitamente mais doloroso ainda. Se temos dificuldade em aceitar a morte por doença, por acidente, por violência, que dirá a morte por opção, a morte deliberada...mais ainda, que dirá explicar para uma criança que sua mãe, seu pai, seu irmão, seu avô ou qualquer outro membro da família se matou. Sofrimento extremamente difícil de mensurar.

É justamente sobre isso que este livro tão especial trata. E Agora? é um livro escrito para crianças que são obrigadas a lidarem com luto por suicídio. Escrito por Karen Scavacini, uma psicóloga especialista em suicídio, este livro é um instrumento muito especial para crianças e familiares que vivenciam estas perdas e para profissionais que acompanham estas pessoas terapeuticamente. 

Um livro interativo, com várias atividades pensadas para a criança, que visam facilitar a abordagem do tema, bem como a assimilação do processo de morte. É um livro lindo. Não por acaso (tenho certeza disso) é um livro colorido, com ilustrações maravilhosas da Andrea Brazil.

Li o livro  balançando a cabeça, concordando com a Karen e com a forma com que ela lidou com este tipo de luto. Apesar do tema pesado, o livro é leve, passa uma mensagem de otimismo, onde o foco é a criança que lê e interage com o livro. Terminei o livro com um sorriso nos lábios e a certeza de que ele estará sempre na minha estante, como uma ferramenta importante no meu trabalho clínico.
Sinopse: 
Por dia, 25 pessoas morrem por suicídio no Brasil, e pelo menos, outras 125 são deixadas para traz para lidarem com essa morte, muitas delas crianças. O suicídio é um evento trágico para toda a família. Crianças e adultos são extremamentes impactados por essa morte e, muitas vezes, precisam de cuidados especiais. Conversar com uma criança sobre o que aconteceu e sobre como ela está se sentindo pode fazer grande diferença em seu processo de luto e na busca de uma nova forma de existir no mundo. Diminuir o estigma e tabu sobre o suicídio pode começar dentro de casa, com conversas francas, adequadas à idade e com o acolhimento do luto. Silenciar não significa resolver. O enlutamento é um processo e não um evento.
Esse livro é único ao tratar desse tema: traz explicações, propõe exercícios e ajuda para crianças, pais, educadores e psicólogos nesse delicado percurso.
A autora trata de uma forma simples, sensível, corajosa e cuidadosa um tema difícil, dolorido e cheio de tabus. SKOOB.
Sobre a autora:
Karen Scavacini é mãe, psicóloga e gosta de árvores, música e animais.
Adora estar com crianças e sentir o cheiro do mato depois da chuva.
Não resiste a um bolo quentinho saindo do forno.
Tem uma clínica em São Paulo onde atende crianças, adolescentes e adultos.
É mestre em Saúde Pública na área de Promoção de Saúde Mental e Prevenção do Suicídio pelo Instituto Karolinska - Suécia.
É doutoranda em Psicologia Escolar e do Desenvolvimento Humano - USP.
Co fundadora e coordenadora do Instituto Vita Alere de Prevenção e Posvenção do Suicídio.
É coordenadora e professora de diversos cursos no Brasil na área de suicidologia. 
Para saber mais acesse o site: www.karenscavacini.com 

Para saber mais sobre este belo trabalho visite o site do livro.